O rejuntamento é uma etapa importante da obra. Ele é o principal responsável por assegurar o acabamento entre peças de revestimento. Além deixar o local mais regular, não deixa que entre água nas peças já assentadas e atrase todo seu trabalho.

Por esse motivo, é importante estar atento ao tipo de rejunte usado em áreas com maior contato com água, como piscinas e saunas. Mas você sabe como escolher o melhor tipo de rejuntamento? Confira, neste post, dicas para tomar a melhor decisão!

Tipos de rejuntes

Para fazer o rejuntamento correto, você deve observar o material a ser usado. Isso porque cada um é mais indicado em função do tipo de revestimento e uso considerado.

É necessário, ainda, ter em mente o local de aplicação, pois a intensidade da umidade que o rejunte enfrenta é o que vai ajudar a tomar a decisão certa. Abaixo, apresentaremos os tipos mais usuais do material.

Acrílico

Este tipo de material é recomendado para ambientes que terão contato com água. Ele impermeabiliza e impede a ação de mofos e fungos nos revestimentos. Feita a aplicação, seca em doze horas e permite o tráfego no ambiente.

O acabamento desse tipo de rejunte é liso, com média resistência e de fácil limpeza. Use em áreas como cozinhas, lavanderias, banheiros, piscinas e saunas.

Cimentício

Composto por cimento, agregados minerais e corantes, este tipo de rejunte não é resistente ao contato com água. Dessa forma, é recomendado para ambientes que tenham pouco contato com umidade, como quartas e salas.

Seu acabamento é áspero e é de difícil limpeza. É o tipo de rejunte mais utilizado e também o de menor preço no mercado. Caso seja utilizado em áreas molhadas, deve ser impermeabilizado. O ambiente será liberado para uso após 24 horas da aplicação do rejunte.

Epóxi

O epóxi é o tipo mais resistente de rejunte e totalmente impermeável, o ideal para contato frequente com água, pois também resiste a produtos químicos como o cloro, por exemplo.

Com acabamento liso e com limpeza (graças ao CleanMax Removedor de Epóxi), que possibilita tráfego no local de aplicação 24 horas depois de seu uso. É o rejunte mais indicado para piscinas e saunas porque tem alta resistência e durabilidade.

Aplicação

Para utilizar qualquer tipo de rejunte, você precisa limpar e secar a superfície, pois as juntas entre revestimentos não devem ter resíduos (isso pode prejudicar a aderência do material). Em geral, é permitido o rejuntamento 72 horas após o assentamento das peças, entretanto, verifique as especificações da argamassa utilizada.

Feito isso, remova o excesso de rejunte com esponja molhada em torno de 40 minutos depois da aplicação. A limpeza total da superfície é permitida depois de 14 dias da execução do serviço.

Impermeabilização

É uma atividade associada ao uso de rejuntes em áreas com grande contato e permanência de água, como piscinas e saunas. O uso de impermeabilizantes não altera a aparência, cor e textura do rejunte utilizado.

No mercado, você consegue encontrar o impermeabilizante spray, que facilita a utilização e protege a superfície. O local estará liberado para uso duas horas depois da aplicação, mas atenção: é recomendado que a superfície fique seca por pelo menos 24 horas.

Entender a especificidade de cada tipo de rejuntamento é fundamental na hora de pensar na construção de ambientes molhados. Assim, você usa o material de forma correta e evita prejuízos!

Quer saber mais sobre rejuntamento de piscinas e saunas? Entre em contato com a nossa empresa tire suas todas as suas dúvidas!


Os comentários estão fechados.